..::Juliana Persou::..

..::Juliana Persou::..
..::Carpe Diem ::..

domingo, 27 de dezembro de 2009

...:: Tá acabando o ano...puft!! Acabou ::...

Juliana Persou


Pois é...
Acabou o ano, ainda não fiz meu planejamento. Só sei que tenho arrumar um emprego. Agora acabou a mamata. Chega de tanto clube, academia, aulas de dança, marasmo e sossego.
Decidi fazer uma listinha, e só postar dia 1º de janeiro. Aí sim!!
Aproveitar e tirar a culpa do natal, todas as comilanças, uma orgia alimentar só.
Começar o ano, com o pé direito. Tentar enxergar tudo como uma nova oportunidade de fazer tudo certo.
Tentar fazer valer a idéia de fazer o que quero.
Dar continuidade para os bons hábitos adquiridos. Eliminar velhos péssimos hábitos e me despir dos maus novos hábitos.
Sempre conseguimos nos deixar levar por irregularidades comportamentais. Sejam elas de cunho culinário, esportivo, afetivo, emocional.. enfim...
Mas algumas coisas vão permanecer em mim.




  • Curiosidade

  • Humor, seja ele bom ou mal.

  • Persistência




Quero ouvir muita música boa, dançar muito.



Enquanto isso... vamos levando né... Quero ter um pouco de paz dentro dessa minha cabeça insana.



beijos



Juliana Persou

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Planejar...

O Tesouro

Tens um tesouro e não sabes.
teus olhos não querem ver.
Pedes muite e te esqueces
de também agradecer.


E foi assim que terminei minha noite de Natal. Cheguei e casa, abri o livro da sorte e vi uma mensagem. Transcrevi a que menos me assombrou. As demais preferi, não terminar de ler. Comigo é assim. Se for bom eu leio... Se não for eu viro a página, esse negócio de dar uma de forte, de enfrentar os medos tem limites, isso não serve para nossa vida o tempo todo. Uma hora sucumbimos ao destino. Ele é de fato, mais poderoso que a gente. Por mais que exista o livre arbítrio... ainda acredito que somos fantoches do acaso.
Ainda estou fazendo o balanço do ano de 2009. E estou aproveitando para fazer o planejamento de 2o1o. Por mais que saibamos que, quanto mais se planeja, mais aumenta a probabilidade de tudo sair completamente diferente dos nossos planos. E se não planejarmos, significa que não temos mais esperança.
Mas o que mais quero que esteja presente na minha lista de metas é apenas um item na maioria dos desejos:
Eu quero sucesso em tudo que eu fizer!!!
Beijos Juliana Persou
by Juliana Persou

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

.:Sorriso Indiferente :.

Juliana Persou

Pois é.. final de ano, concretizado.. espero conseguir escrever mais aqui.. expôr mais algumas coisas pelas quais passamos ou pensamos. Pena não pder escrever tanto, senão algumas pessoas pensariam.. nossa.. será que é só tristeza, ou pesares.. não, não é... mas é mais confortável escrever nossos sentimentos que falar sobre eles. E assim passamos por desconfortos com mais sutileza e leveza também.
Ainda não fiz meu balanço do ano.. Mas já comecei a fazer uma lista, meio bagunçada até, mas o importante é eu entender..

Outra musica que tocou na formatura de mamãe, foi Andrea Doria. Muito linda mesmo...

Bom.. agora vou assistir Little Miss Sunshine!
Beijos Juliana Persou
*************************************************************************************

Andrea Doria

Às vezes pareciaQue de tanto acreditar

Em tudo que achávamos
Tão certo...

Teríamos o mundo inteiro

E até um pouco mais
Faríamos floresta do deserto
E diamantes de pedaços

De vidro...

Mas percebo agoraQue o teu sorriso

Vem diferenteQuase parecendo te ferir...

Não queria te ver assim
Quero a tua força
Como era antes
O que tens é só teu

E de nada vale fugir
E não sentir mais nada...

Às vezes parecia

Que era só improvisar
E o mundo então seria
Um livro aberto...

Até chegar o dia

Em que tentamos ter demais
Vendendo fácil
O que não tinha preço...

Eu sei é tudo sem sentido
Quero ter alguém
Com quem conversar
Alguém que depois
Não use o que eu disse
Contra mim...

Nada mais vai me ferir

É que eu já me acostumei
Com a estrada errada
Que eu seguiE com a minha própria lei...

Tenho o que ficou

E tenho sorte até demais
Como sei que tens também...

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

:: Letras Perfeitas - Acrilic on Canvas ::


Juliana Persou
Quantas letras ouvimos e que fazem tanto sentindo na nossa vida. Vira e mexe eu coloco uma letra de música aqui.
Acredito que somos movidos por musicas. Nossas vidas têm trilha sonora. E embora não nos atentemos para isso é fato, que sempre em meio ao caos ou ao júbilo, conseguiremos uma boa música para fazer parte da história.
Eu particularmente me atento para letras complexas, que deixam algumas interrogações. Sempre me questiono, o motivo do compositor fazer letras tão profundas, e ainda mais, gostaria de saber a história de cada música.
Sempre que ouço essa música do legião, fico com ela por dias na cabeça. E dessa vez não foi diferente.
Sexta feira, fui à formatura de mamãe, e para combinar com o cenário deprê, rolou várias músicas do Legião. Eu adoro essa banda, mas acho que a maioria das letras são super profundas, e não cabe colocá-las em qualquer evento.
Sempre acho meio "xaropeta" falar que gosto de legião, acho que é uma banda Emo Clássica..rs.rs.rs.rs. você ouve e chora, chora...

E quando rola aquela reunião com os amigos, sempre tem aqueles que pegam o violão e fala... ah..meu.. vou tocar um classico: Pais e Filhos..
Ahhhh..... ficam todos acompanhando aquela letra fúnebre... a maioria já atingidos pelo alcool... e vem o pranto... (Sim eu gosto dessa música também..)
Pois é ... na formatura, sentada, sozinha, enquanto um bando de adolecentes formandos também gritando e se abraçando, alguns forçando a amizade e chorando... ah detesto adolecentes também.. afe..

Ainda bem que logo minha mãe me socorreu, tirando até um sarrinho comigo.

Bem.. o fato é que sempre colocam as mesmas musicas, sempre tem um professor ou outro que é mais idealista (Geralmente professores de histório, Educação Moral ... acho que nem existe mais essa disciplina, professor de filosofia, sociologia... nossa... esses sempre são os "diferentes") se põe a chorar na hora de fazer as homenagens... Mas cada um é de um jeito. E eu sou assim... sempre dou um jeitinho de rir de alguma coisa...

A letra é o que eu chamo de intensa.
Quando eu lembrar de outras, ponho aqui tb.

Beijos Juliana Persou

Acrilic on Canvas



É saudade, então
E mais uma vez
De você fiz o desenho mais perfeito que se fez
Os traços copiei do que não aconteceu
As cores que escolhi entre as tintas que inventei
Misturei com a promessa que nós dois nunca fizemos
De um dia sermos três
Trabalhei você em luz e sombra
***

E era sempre: "Não foi por mal"
Eu juro que nunca quis deixar você tão triste
Sempre as mesmas desculpas
E desculpas nem sempre são sinceras
Quase nunca são

***

Preparei a minha tela
Com pedaços de lençóis que não chegamos a sujar
A armação fiz com madeira
Da janela do teu quarto
Do portão da sua casa
Fiz paleta e cavalete
E com as lágrimas que não brincaram com você
Destilei óleo de linhaça
E da sua cama arranquei pedaços
Que talhei em estiletes de tamanhos diferentes
E fiz, então, pincéis com seus cabelos
Fiz carvão do baton que roubei de você
E com ele marquei dois pontos de fuga
E rabisquei meu horizonte
***
E era sempre: "Não foi por mal"
Eu juro que não foi por mal
Eu não queria machucar você
Prometo que isso nunca vai acontecer mais uma vez

***
E era sempre, sempre o mesmo novamente
A mesma traição
Às vezes é difícil esquecer:
"Sinto muito, ela não mora mais aqui"
Mas então, por que eu finjo
Que acredito no que invento?
Nada disso aconteceu assim
Não foi desse jeito
Ninguém sofreu
E é só você que me provoca essa saudade vazia
Tentando pintar essas flores com o nome
De "amor-perfeito"
E "não-te-esqueças-de-mim"

(Legião Urbana)

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Filhos Pródigos..Mães Santas.





Dançar e dar um truque é tuuudo. A imagem sai legal porque vc está feliz. Ok, as Ice's fizeram um bom papel também, o único incoveniente é pegar fila pra beber... nunca mais!!!
Outra coisa importante é ir com maiores de idade..rs.rs. Esse negócio de minha mãe não deixa, meu pai não quer, não combina com a balada... Na dúvida use algumas medidas de tempo e distância que não falham nunca.

Medida de tempo:

  • Mãe já volto - Significa que vc precisa muito sair, não sabe de fato se vai demorar ou não, mas, não quer deixar os pais preocupados.


  • Mãe, tô chegando - Significa que depois de beber, de dançar, falta só você conversar um pouquinho, trocar telefone, e-mail, twitter agora né, e obviamente passar num mocó para encher o pancepís.


  • Mãe, não demoro - Significa que você vai só fazer uma fofoquinha com a amiga, de urgência máxima, mas, não dá pra falar sobre o que é. Então conta-se com a sorte. Nesse caso, temos que falar, já com a chaves na mão, na porta de casa, e de preferência sair correndo. Leve o celular.


  • Mãe, tô a caminho - Significa que vc quer deixar sua mãe louca, pq se vc sabe que nunca é um hot dog só, só uma troca de e-mail ou ainda, não está devidamente à caminho de casa, é por que você está se adptando à esse orgão sinistro que bate dentro do seu peito chamado, Coração! Então, melhor preparar o remédio de pressão e esconder a cinta pra não levar umas bordoada.

Melhor ainda quando sua mãe responde do outro lado:
Tá a caminho da onde, do inferno, pq já era pra vc ter chegado aqui ó...faz tempo!
Não existe resposta!!


Medidas de Distancia

  • Mãe, vou ali - Geralmente vem acompanhado do "ja volto", significa que é perto, pq não precisa de maiores preocupações, mas é longe suficiente pra vc ir no intervalo de algum programa ou novela.


  • Mãe, tô aqui perto - Tb vem acompanhado de " já tô chegando", muito utilizado para não ouvir sermão no celular... mas não funciona. Também é usado para dar um toque para quem está perto não ficar falando alto e te entregar. Também não dá certo, tem sempre aquele amigo, que solta um gemidinho, ou outro gracejo do tipo..uó!

Podem falar o que quiserm, mas festival de musica eletrônica é sempre muito bom...
 Juli Persou


Alguns vão falar, nossa, tudo tem que falar pra mãe, aí eu respondo:
Enquanto você morar embaixo do mesmo teto, comer da mesma comida, quem manda é sim a dona da casa!!
De fato pisamos na bola quando não atendemos o celular, quando falta personalidade pra dizer
"Não meu, tenho que ir ... é sério."

  • Mas falta o senso também de pensar que depois de 5 horas dançando, com a bolsa na chapelaria, com 3 ou 4 ou 5 ou N vodkas + energético, a gente fica meio surdo... rola um déficit de atenção. Sem contar com a perda temporária de uma boa porcentagem da audição.


  • Sem contar com um ou outro amigo que não sabe beber e justo na hora que a gente usou a medida de tempo - estou a caminho - esse bendito decide devolver tudo que bebeu no banheiro da balada e fica trancado do lado de dentro.


  • E pra piorar... tem sempre aquele amigo que bem na hora de pagar a comanda, bem depois de pegarmos as bolsas e pegar o celular para falar que está tudo bem, o amigo descobre que perdeu a comanda... e solta o clássico " é sério, meu, fudeu!"

Mas tirando isso penso muito nas palavras da minha mãe:
Ser mãe é padecer no próprio inferno mesmo... e quando vc chegar não vai sobrar nada de você!!!
Quem resiste à uma dedicação de amor dessas... que bumbum não teme??? Desculpe, mas coragem tem limite e eu não sou muito a favor de dizer que palavras doem mais que tapas... Esse papo é meio piegas pra mim... Quer falar, fala... Mas não encosta...
Minha mãe é hilária... é díficil administrar a astúcia e irreverência dela com toda malandragem nata do meu próprio ser...rs
Pior é chegar com cara de quem "peidou" ... perguntar se está tudo bem... e bem na hora pegar o celula e ver: 55 chamadas perdidas, esse número pode variar... assim como o estado de humor da sua mãe.
Então o melhor a fazer é chegar com alguma novidade, alguma coisa pra comer, ou alguma coisa de serventia. Se tudo isso não der certo... chega em casa vomitando mesmo sem vontade, faz um drama... e vê no que dá. Se não der certo. Deixa quieto e fique quieto tb.
Nada de responder quando ela disse: Eu tô falando com vc!
Por que se vc responder, vc vai ouvir: Vc está me respondendo?????
Tipo... sua cara de indignação e suplício, vira cara de sarcasmo né... aí já era...


Ela fala... Juliana, vc quer me deixar louca, tenho certeza que vc fica pensando formas de me matar, de me fazer ter um AVC... O que eu faço? Eu rio.. rio de longe né... porque se ela estiver muito brava... aí é embaçado.


Logo que a gente compra as flags, nossa, precisamos de espaço pra treinar né... até porque na sala de casa, não é um lugar indicado. Onde mais ... nos meus parques da vida.


Entre tantas coisas que acontece no nosso dia a dia... o mais legal é fazer as pazes depois... Ver a mãe fazendo bico e até falando, que está de mal da gente, que não vai falar etc e tal. Fala que não temos consideração, que somos irresponsáveis... mas isso já vem na cartilha de mãe né.
Não falo nada de pai, porque o meu já era, morreu faz um tico de tempo... E engraçada mesmo é minha mãe.
Uma coisa muito legal e que só mãe faz é: Mesmo depois de termos "cagado no maiÔ", aparece outra super balada e ao falarmos que é de suma importancia que compareçamos, ela não pensa duas vezes... e até libera o cartão. Com parcimônia né.. tem que ser igual cerveja!
Taí, é uma arte que não sei se contemplarei... tirando a vaidade que ainda aflora, penso que se não tiver a SORTE de ter uma Jujuzinha na minha vida, vai ser difícil não fazer comparação... Embora minha mãe sempre rogue:

Ju... você há de ter uma filha igualzinha a você!!! E eu ei de ver você, passar por tudo que eu passo!!!

Bem baixinho eu digo: Amém!!!

E o ouvido biônico da minha mãe diz: O que vc disse??? Ahhh.... assim não dá !!

Cadê que ela desejou que eu tivesse os mesmo poderes meta-humano que ela..rs.rs

Essa relação de mãe e filha é a melhor... Sempre penso que quando ela deixar a crosta, vai ser difícil, pra não dizer impossível, encontrar alguém que tenha a inteligencia e sagacidade dela.
De ter uma relação de zoar o tempo todo... de aprender a ser ágil no pensamento, nas ações... não esperar que as coisas caiam do céu...
E de poder dividir com ela as pieguices do mundo... as melosidades da humanidade...ha isso não tem preço...

As flags... ela que me deu!!! Mesmo sabendo que era para levar para as raves da vida!!!
Ah... Por que ela me ama, e eu sou tudo na vida dela, de verdade, sou filha única né..rs.rs Mas tenho pra mim que se houvesse outras irmãs, eu ainda assim seria a preferida... sem pretenções.


Fazendo pose pra ficar bonitinho na foto...... Pois é não ficou....


Essa é só uma pincelada das maravilhas que nós filhos podemos prover para nossos pais... São experiências... lembranças que mesmo velhinhos, farão da velhice deles um deleite para outras vidas.
Beijos Juliana Persou

.::Café da Manhã ... com AMIGOS::.

Juju PersouSim... Aniversário no Fretado, com direito a Faixa e tudo!!
Juliana Persou


Ouvimos sempre falar, que as melhores coisas da vida nos são servidas à mesa e com carinho.
Sendo assim nada melhor do que dividir as melhores coisas com as melhores pessoas da nossa vida.
Estava me lembrando de um bom ano que tive... Que definitivamente não foi esse.
Lembrei-me das manhãs geladas, descendo do fretado em companhia de pessoas alegres, livres de pensamentos negativos, embora cada um tivesse uma desventura em algum setor da vida.
Mas essa hora era mágica.
Era quase a motivação do dia, um pretexto para irmos trabalhar. Uma tábua salva vidas para nos fazer agüentar o restante do dia, em meio a tantas cobranças de chefes, de colegas de trabalhos, do mercado profissional.
Acordávamos cedo, cedo mesmo, mais ou menos umas cindo da manhã, cedo a ponto de não dar para tomar café, muita gente não sente bem comendo a essa hora.
Corríamos para o portão, esquinas, ruas, para pegar o fretadão. Que sempre aparecia pontualmente as 5:45, pelo menos no meu caso, que era a terceira passageira.
Conversava com o Miltão e depois ia para meu lugar, que depois de ter rolado um estresse, acabei optando por ficar lá no fundo e na janela...
Uns quinze minutos depois entrava meu amigo de fé e camarada, Ri, ele trabalha e trabalhava na época numa instituição bancária famosa e pomposa, vinha todo engravatado, cheiroso, cheiro de homem rico. Sempre achava isso. Dormíamos por uns quarenta minutos e logo instantaneamente abríamos os olhos para ver subir os outros amigos que fizemos ao longo de alguns meses. Adri, logo depois a Kátia, e por aí íamos juntos sentados falando baixinho, ou tentando né, no meu caso, o Miltão sempre olhava pelo retrovisor implorando para que o Richard não fizesse alguma gracinha e que me trouxesse risos incontroláveis. Todo mundo ria, mas eu que pagava o pato, a desculpa do Miltão é que eu tinha um tom de voz alto, que acabava incomodando os demais passageiros e que com isso ele ouvia um monte de reclamações.
Pior, era ver o Richard fazer imitações do Milton se estressando comigo, bem de manhã... Não tinha outra, era gargalhada na certa.
Tinha a Adri, toda diva, que entrava toda risonha, sempre com bom humor e um sorriso lindo para encantar a gente. Tinha a séria Kátia, que entrava, conversava um pouco, mas gostava mesmo é de ficar pensando no trajeto, ela era fechada, mas depois de conhecê-la melhor, descobri que tinha um coração de ouro e mora no meu.
Quando estávamos próximos a Republica era hora da Adri descer. Mas fazíamos tanto escarcéu para ela ir até a paulista que não tinha jeito, ela sucumbia e fazia nossa vontade, claro que depois tínhamos que fazer a vontade dela né.
Outras vezes não era possível, o que era a maioria delas. Então descíamos na Consolação, o Richard, a Kátia e eu para tomar um café numa lanchonete em frete a Bela Paulista, diga-se de passagem, bem melhor, o tratamento, qualidade dos produtos, era tudo gostoso. E o preço...
Eles desciam no meu ponto, para tomar café comigo, pois sabiam que eu amava a companhia deles. O Ri, poderia ficar mais um quarteirão no bus, a Kátia descia uma estação de metro antes, depois o mínimo que eu fazia era levá-los até o trabalho de cada um. Mesmo que eu tivesse que voltar sozinha.
Mas valia a pena. Conversar com o Ri sobre as coisas da vida, sobre os pensamentos que tínhamos, sobre os acontecimentos do passado. Com o Ri eu sempre conversei muito, sobre tudo, é um cara de mente aberta, muito astuto e questionador. Se não sabíamos alguma coisa, assim que chegávamos ao trabalho, logo pesquisávamos e mandávamos as respostas.
A Kátia, embora mais silenciosa, dava muita risada com a gente, tinha umas sacada inteligente e tinha espírito de brincadeira.
Nossas idades eram divergentes, mas eu sentia que tínhamos a mesma idade, que nos conhecíamos há muito tempo.
Nos falávamos via e-mail, e para finalizar o dia, ainda voltávamos numa algazarra só juntos e no fretado do Miltão.
Lembro das manhãs geladas, que eu pegava no braço do Ri e da Kátia pra me aquecer, era uma sensação térmica abaixo de 0º pra mim. Eles ficavam numa boa, e eu não entendia.
Na volta, era uma curtição só, tinha dia que pegávamos esfihas, refri... Cerveja para o Ri, Ka e eu... Os demais não bebiam...
Fazíamos festa de aniversário, dia do índio, dia do trelelê. Qualquer coisa era motivo de comemorar. Tudo era motivo de tirar foto. Eu sempre com mania de tirar fotos e fotos.
Decorávamos o fretado em 2 ou 3 minutos. Armávamos festas grandes, apenas nas trocas de e-mails.
O Miltão dava risada, sempre sossegado, a turma foi aumentando, e a volta já tinha se tornado uma Busoterapia, fazíamos jogo de mímica, brincávamos de STOP e as piadas. Nuossa!!! Era muito bom... O Richard era nosso Rei, ele era o único homem do fretado, tirando o Miltão que estava dirigindo.
Nos tornamos amigos, muitas vezes até meio que irmãos. Como eu não sei o que é ter irmão eu acabei adotando essas pessoas que passaram na minha vida e nenhuma decisão seria tão perfeita.
Pessoas que jamais sairão das minhas lembranças.
Cada um com sua história, dividida entra os amigos dali em apenas 90min.
Hoje, com a proibição da passagem dos fretados na Av. Paulista, nossa turma foi dividida, cada um foi para um lado, procurou uma forma para ir trabalhar com um pouco mas de conforto.
Mas sempre penso nos tranqueiras que conheci e que vão fazer parte da minha vida pra sempre.


Beijos Juliana Persou

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

:: Poderia ser a sua vida::

.: Juliana Persou :.
Nós seres humanos somos tão simplórios que deveríamos pensar mil vezes antes de fazer mal para qualquer animal irracional.
Temos as mesmas características, docilidade, hostilidade, manias, melindres...
Nesses meses que estive em casa, percebi que cada dia temos características marcantes de animais..
Aparentemente mostra uma força incrível, é quase uma referencia de força. Precisa estar em lugares seguros, entre amigos, de preferência da mesma espécie.
São sensíveis, intolerantes, desconfiados, nobres, leais uma vez que conquistam a confiança deles.
São frágeis de uma maneira que não se pode imaginar. Frágil na carne, no físico, mas também no coração, nos sentimentos.
Possuem vontade própria e quando essa vontade é podada, você quase vê nos olhos, a dor de não ter a liberdade e o respeito que lhe é devido.
Mas é preciso olhar com os olhos da alma, com o coração despido de malícia. Se você for capaz de entender um movimento, será capaz de respeitar e ser respeitado por essa criatura.
Do contrario do que pensam os homens, os cavalos intolerantes a dor, sendo capaz de vir a morrer por não saber administrar tal sentimento.
Sua desconfiança é de outras eras... Há quem diga que de tanto ser traído, preferiu se reservar. Tanto que ao nascer já reconhece quem são seus inimigos, e daí leva-se um bom tempo para obter a confiança desse ser novamente.
Sim é possível obter a confiança novamente. É preciso esforço, perseverança e verdade nas intenções.
Seus predadores são seus algozes, são os que precisam e usam do seu físico até o último suspiro.
Por vezes vemos cavalos trabalhando nas ruas, sendo explorados fisicamente, mas o pior disso tudo é ver sendo explorados moralmente, trabalhando quanto seu coração suporta, e quando este falha, explode, ele vai ao chão.
Seus últimos movimentos são inerentes, vem da sua musculatura forte, maltratada pela vida, ouve-se ainda uma respiração forte, rápida e breve.... Que vai diminuindo..
Tudo isso vai acontecendo e enquanto isso ao invés de mostrar respeito e compaixão pelo companheiro de trabalho, de dias de sol e chuva... O Explorador faz do tempo um aliado para fugir, com o pouco que consegue carregar, puxando a carroça que fora fardo para aquele ser tão frágil e grande, que agora fica no asfalto esperando a vida lhe sair pelas narinas nervosas.
O Explorador vai embora e deixa pra trás o explorado, ali nos seus últimos segundos de vida. Nem olha pra trás, é além de tudo um covarde que não merece sequer as duas pernas que o sustentam em pé.
Ao olharmos mais de perto, na cara do cavalo mesmo, vemos um olhar longe, aflito... Julgo ser medo, por estar mais vulnerável que em qualquer momento e estar submetido aos olhares de piedade. Algum ou outro até arrisca dizer que ele até chorou antes de dar um último suspiro, pode ser... Outros diriam que o esforço em demasia para respirar causaria os olhos inundados... Pode ser também...
Mas o fato é que ele fica ali até que algum órgão responsável possa levar aquele ser que antes trazia o sustento para uma família e que agora sem vida não passa de um monte de lixo. E terá esse tratamento.
Você fica com essa imagem na cabeça. Pensa como pode ter coragem de deixar pra trás alguém que estava com você todos os dias, durante o dia todo.
Que passou por apuros com você.
Que hora ou outra, balançava a cabeça para receber um carinho.
Como alguém pode maltratar um ser que é tão bonzinho, inofensivo?
Colocar-lhe tanto peso capaz de machucar.
Trazer tanta dor para um bichinho que nunca fez mal pra ninguém.
Isso não é pobreza, isso é miséria, miséria de espírito, de alma...
O carro de bombeiro chega, munido de guinchos e faixas para remover esse cavalo lutador.
De longe a gente nota o respeito que até eles têm por um ser vivo. Mas tudo é trabalho, não há tempo de pensar.
O Cavalo sem vida é içado para dentro da caçamba, e um som de algo sem vida caindo de uma altura não tão alta é ouvida. Dói ouvir isso. Mesmo sabendo que não existe mais vida ali, mesmo sabendo que da pior forma, a dor daquele bichinho acabou. Ainda existe no ar, um peso de horror pelo abandono sofrido pelo bichinho.
Os bombeiros vão embora, levando aquele que um dia ajudou uma família a não morrer de fome. Que teve suas forças absorvidas pela ignorância da mediocridade de um ser que não sabe o que é respeitar a vida.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

.:Mania de Manias:.

Fim de ano, e aproveitei para perguntar para todos os amigos, quais minhas manias mais estranhas.. nossa tô com medo..rsr.s.rs.
Aiiii, que estranho...

Umas que eu resolvi escrever.. se a lista crescer nem sei:

  1. Não passar a mão na cabeça no primeiro momento em que acordo.
  2. Riscar o chão em cruz, quando cai uma faca.
  3. Ler sempre a última pagina do lívro para saber, exatamente com quais palavras acaba o livro.
  4. Ler revistas da última página para a primeira.
  5. Ver sempre qual o sentido da água do vaso sanitário.
  6. Fazer frases ou palavras com as letras das placas dos veículos.
  7. Fazer musiquinha, depois que escovo os dentes, com a escova para tirar a água.
  8. FAzer " Pam panranran ran pam pam" quando bato alguma colher na panela, no prato, ou com os dedos tamborilando.

Deve ter muito mais.. mas essas foram as que mais fizeram a galera rir!!! Então em resposta a eles.. pode deixar gente.. se eu reunir mais de 100 manias procurarei um especialista..rs.rs.r

beijos...

Juju Persou

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Roubo de Step

Revolta parte II

Meu ... só pode ser brincadeira...
Antes de qualquer coisa... Quero deixar bem claro que quem rouba,furta, tira, amoita, afana, ou seja, lá o verbo que usem para caracterizar se apossar de algo que não o pertencem, merece tudo de pior.
Pelo amor de Deus, por que o imbecil perde o tempo da vida arrombando carros (detalhe, alem de ladrão é burro, porque o porta mala já está arrombado, será que o idiota pensa que no porta mala existem 2 step’s?)

Caramba, eu fico imaginando o que eu faria se tivesse a oportunidade de torturar o bandidinho que se atreve a invadir nossa casa, carro etc. E acha que é direito dele roubar e dever da policia “tentar” protegê-lo da fúria de um morador, de ser espancado até vomitar sangue.

Porque é assim no mundo. A proteção só é dada para os marginais, para os ladrões, para os assassinos, porque para quem paga os impostos, contribui com milhares de taxas não existe proteção.
Bons tempos aqueles, que existia justiça com as próprias mãos.

Hoje olhando para o porta-malas do carro, fiquei imaginando, os alarmes proibidos, sendo instalados e vendo as mãos dos infelizes sendo deformadas, fazendo com que eles nunca mais exerçam o crime. Bandido pra mim é fruto de uma mãe sem cinto, sem chinelo e sem varinha de marmelo. Tenho certeza que se ela aplicasse um corretivo físico no desgraçado, somado com os valores éticos e morais, ficaria mais difícil do maldito enveredar para uma vida de crime.
Mas não, tem sempre um assistente social que fala para a coitada da mãe que trabalha igual uma louca, fazendo faxina em duas, três ou até quatro casas de famílias, para não coagir o “menor”, menor de que, menor de intelecto, de espírito ou de dignidade!
Esse delinqüentes tem mais que apanhar da mãe e do pai por dar tanto desgosto, passar um tempo no reformatório, aprender a lavar a própria cueca, tomar uns cacetes se soltar o tão aclamado “sim sinhô”, “não sinhô”...

Delinqüência juvenil só tem dois destinos, cadeia ou cemitério.
Embora eu prefira que esses marginais fossem enterrados como indigentes e tivessem os órgãos todos doados para faculdades e instituições de estudos.
Se eles não fazem parte da sociedade e apenas dão prejuízo a ela, acho que ta na hora de cortá-los.
Nas empresas privadas é assim.
Se um funcionário não está mais contribuindo para a evolução da empresa, ou não está se adequando às normas, é rua camarada!!!!
Agora na vida é assim, se o moleque remelento, não conseguiu achar mais nada pra roubar do próprio pai e mãe e decide que o que um terceiro tem é de direito dele roubar, ele vai para uma instituição para uma reabilitação... Pelo amor de Deus o que é isso...
O governo não chegou no trabalhador e perguntou quais foram os danos psicológicos que ele sofreu e ainda sofre depois da violência sofrida, mas o marginal tem na cadeia assistente social, psicólogo, psiquiatra, analista, terapeuta...ah.. o que é isso.. Daqui a pouco vão implantar nas cadeias uma terapeuta e um especialista em feng shui... Afinal, é de suma importância harmonizar o ambiente do filho da p!@#! Né... não queremos que ele se sinta desarmonizado, com as energias reduzidas ou vampirizadas.
Acho ainda que vão promover oficinas de teatro para ensinar, como fazer cara de coitado para comover os idiotas dos direitos humanos, cara de sonso para quando sair no indulto, aproveitar para ir a farra dos furtos e latrocínios... E por aí vai.
É por isso que esse Brasil está do jeito que está. Regalia para a marginalidade. Escassez para os assalariados, trabalhadores, e nesse caso vem temperado com um pouco de injustiça.

Agora sou obrigada desenvolver mais um toq, em função da marginalidade de São Paulo, sou obrigada a abrir várias vezes o porta mala para saber se está tudo bem.

Acho que a quantidade de manias está relacionada com o nível de estresse que passamos... Semana passada comecei a escrever manias que tenho, e que tem me incomodado um pouco. Que só percebi agora. Mas que se não respeitá-las parece que vou surtar.

Tem cada uma que é mais louca que outra. E pior... Se a gente explica o motivo, fica mais louco ainda.
Então o melhor a se fazer é tentar controlar. Dar risada de algumas coisas e torcer para que tudo saia bem.

Estou pensando numa vingança bem legal para os marginais do step...

Enquanto eu não encontro uma saída, só me resta reclamar e rezar para que a próxima vez de qualquer ladrãozinho seja uma última e péssima vez! Que o delinqüente sofra na carne o que ele causar no psicológico de qualquer vítima.


Beijos revoltados...

.:Juliana Persou:.

.:.Revoltei Geral.:.

Meu Deus, esse ano não vai acabar mais?
Estava conversando com uma amiga e conjecturamos a possibilidade de encontrarmos um gênio e fazer um pedido.
Ela me perguntou o que eu pediria, e eu logo pensei no pedido básico: Desejaria realizar todos os meus desejos. Mas isso faria do Gênio, um escravo disse ela e isso não seria legal.
Então já que teria de ser apenas um pedido, sem delongas falei o que me veio a cabeça.
Gostaria de não existir mais.
Gostaria de continuar sendo eu, mas em outro lugar, sumir dos mesmos lugares, ir para um lugar onde ninguém me conhecesse, não conhecesse quem pudesse me conhecer. Queria ter outra vida. Estou meio cansada dessa. A gente luta, luta, pra nada ou pra pouco acontecer.
Vemos nossos sonhos sendo destroçados pouco a pouco e ainda por cima dos destroços da nossa vida tem sempre um imbecil que fala, pense positivo, levanta a cabeça... Peraí.. eu não tenho nem o direito de chorar meu próprio sonho morto?
Tenho plena consciência que tenho muitas dádivas na vida, que sou extremamente amada! Valorizo muito isso, mas também quero ser respeitada pelas frustrações e pelas tristezas que me aparecem. Puxa vida.
Hoje é muito comum as pessoas fingirem positividade. Meu... pra merda todo esse papinho furado. Acho que todo mundo tem o direito de repudiar o que não está legal na vida, de chorar que não está nas posses de mudar e de meter a mão quando houver oportunidade.
Essa história de dar a outra face, eu deixo pro meu brother JC, Deus me ama igual! A diferença é que eu estou aprendendo ainda. E de acordo com a lei da moda, tuuudo é questão de ação e de atração. Eu sei que se estou passando por uma desventura, provavelmente é porque fiz por merecer, mas dá licença d’eu me revoltar?
Será que eu posso ficar puta com alguma coisa que não está legal pra mim? Mesmo que a culpada tenha sido eu mesma...
Acho irônico quando encontramos pessoas tentando passar lições de vida, força, mensagem de alto astral pra gente, sendo que é nítido que essa baboseira não procede.
Sejamos francos, se tudo é questão de ação e reação, não adianta nada eu achar que as coisas cairão do céu. Eu penso que precisamos agir pôr a mão na massa para colhermos um bom fruto.
Agora posso ficar puta, se mesmo tendo feito tudo direitinho, os frutos que colhi estavam podres? Provavelmente uns dirão... ah.. Vai ver que alguma coisa não foi feita direitinho, por isso que não houve uma boa colheita...
Se sou parte da natureza, e o seu curso é algo sábio, quer dizer que a natureza é burra então?

Ah... Tô revoltada viu... é muita história pra vender livro, e pior, muita frase feita propagada de boca em boca, sem o menor sentido ou senso do que está sendo falado.
É como eu sempre digo:
Perseverar é uma arte que só os sábios sabem escolher
E só os tolos sabem propagar.

Vejo que muita gente tem tentado fazer com que meu ânimo volte que a palhacinha Juliana faça graça novamente, mas sinceramente, estou cansada. Resolvi usufruir do meu direito de me revoltar com algumas coisas que não entendo.
Quando os bons frutos se fizerem presentes, ficarei feliz igualmente. Somos humanos... Gosto de agir como tal. Se eu fosse santa, nem aqui eu estaria.
Acho que se as pessoas questionassem mais, a vida melhoraria. O grande problema é que apenas poucos questionam, perguntam sobre as coisas.
Aceitam tudo com a maior cara de pau, pra fingir que estão abnegados, só pra fazer bonito para as pessoas daqui, por pura vaidade.
Ninguém é bonzinho de graça... Tudo é em troca de alguma coisa. Nem que seja pela notoriedade... Ah faça-me o favor então né. Já que está querendo confete, então seja você mesmo e vai ferver no carnaval #$%¨!!!

Sinceramente! Estou muito chateada com as coisas que estão a minha volta, e pior... Minha camisa de força está atada tão fortemente que é impossível soltar as mãos para pelo menos dar umas boas... e pesadas bordoadas nas pessoas que nos fazem tanta patifaria.


Tirando isso...

Acho que está tudo bem!!!

Juliana Persou

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

...Enfim...Dezembro ...


Eu gosto do impossível, tenho medo do provável, dou risada do ridículo e choro porque tenho vontade, mas nem sempre tenho motivo. Tenho um sorriso confiante que às vezes não demonstra tamanha insegurança que há por trás dele. Sou inconstante e talvez imprevisível. Não gosto de rotina. Eu amo de verdade aqueles pra quem eu digo isso, e me irrito de forma inexplicável quando não botam fé nas minhas palavras. Nem sempre coloco em prática aquilo que eu julgo certo. Acho que felicidade é escolha própria, então faça bom proveito disso...
Medo de mudanças?! Isso é apenas um atraso de vida; mudanças são transformações para o nosso crescimento pessoal, experiências para melhorarmos como indivíduo.. Se realmente você quer, deseja com a sua alma...arrisque!!
Não sinta culpas, pense na felicidade. Não importa a duração e sim a intensidade dos sentimentos..Prefira mil dias em um do que um dia em mil..
Permita que a sua alma fale mais alto..
O coração tem razões que a própria razão desconhece..
Para sempre?? Não dá para saber.. é uma experiência.
As pessoas estão em constante mutação...

(`“·.¸(`“·.¸ ¸.·“´) ¸.·“´)¸.(·’´)
«`“·.¸.¤... ¤.¸.·“´»(¸.·` * (¸.·`»
(¸.·“´(¸.·“´ `“·.¸)`“ ·.¸)
"Talvez eu tenha traços de menina, mas volta e meia viro o mundo e o converto da maneira que eu quero. Me conheci após tentar várias versões de mim, mas ainda há uma extensão de mistérios internos a desvendar. Trago estampado no rosto, a verdadeira marca de quem sou hoje. Talvez o que assuste muito seja minha transparência, mas o que ninguém nota, que transparente é quem se orgulha de si, por não ter medo de expor sua personalidade."



(Juliana Persou)
(`“·.¸(`“·.¸ ¸.·“´) ¸.·“´)¸.(·’´)
«`“·.¸.¤... ¤.¸.·“´»(¸.·` * (¸.·`»
(¸.·“´(¸.·“´ `“·.¸)`“ ·.¸)

EU ESTOU VESTIDO COM AS ROUPAS E AS ARMAS DE JORGE,PARA QUE MEUS INIMIGOS TENHAM PÉS E NÃO ME ALCANCEM,PARA QUE MEUS INIMIGOS TENHAM MÃOS E NÃO ME TOQUEM,PARA QUE MEUS INIMIGOS TENHAM OLHOS E NÃO ME VEJAM,E NEM MESMO PENSAMENTOS ELES POSSAM TER PARA ME FAZER MAL!!!

(`“·.¸(`“·.¸ ¸.·“´) ¸.·“´)¸.(·’´)
«`“·.¸.¤... ¤.¸.·“´»(¸.·` * (¸.·`»
(¸.·“´(¸.·“´ `“·.¸)`“ ·.¸)


"Se você não entende o que eu digo, não interprete minhas palavras...Se você não escuta a minha música, não tente cantar a letra...Se você não sabe de onde eu vim, não pressuponha minhas origens...Se você não sabe para onde eu quero ir,não me siga...Se você não sabe o meu valor, não tente me comprar...Se você não sabe dos meus sonhos, não se deite ao meu lado...Se você não reza a minha oração, deixe os meus santos em paz...Se você não se angustia com a minha dor, não tente me indicar remédios...Se não é capaz de entender isso...tá gastando o seu tempo..."



(Juliana Persou)

(`“·.¸(`“·.¸ ¸.·“´) ¸.·“´)¸.(·’´)
«`“·.¸.¤... ¤.¸.·“´»(¸.·` * (¸.·`»
(¸.·“´(¸.·“´ `“·.¸)`“ ·.¸)




(`“·.¸(`“·.¸ ¸.·“´) ¸.·“´)¸.(·’´)
«`“·.¸.¤... ¤.¸.·“´»(¸.·` * (¸.·`»
(¸.·“´(¸.·“´ `“·.¸)`“ ·.¸)

Já tive vontade de parar tudo e simplesmente seguir em frente, eu já quis dizer a alguém todos os meus sentimentos, e que eu tinha medo das coisas que poderia acontecer, eu já quis sumir, ir a um lugar onde ninguém me achasse, pra eu poder pensar. Eu já quis desistir, daqueles sonhos inúteis e das esperanças que já estavam mortas, só eu não via. Eu já quis recomeçar tudo, tudo de uma maneira nova, uma maneira que eu pudesse aproveitar mais, viver mais, zoar mais. Eu já chorei, por coisas que eu sempre quis, mais nunca fiz, eu já sorri quando o mais lógico era chorar. E depois de todas as vontades, eu ainda vejo o mundo muito pequeno, muito curto pelo tamanho dos meus sonhos, ou às vezes eu vejo que eu não vivo onde o meu coração vive! Eu queria poder dizer que eu sempre fiz tudo muito devagar, pra não machucar ninguém, mais vejo que quem se machucou sempre fui eu! ♥


Juliana Persou


(`“·.¸(`“·.¸ ¸.·“´) ¸.·“´)¸.(·’´)
«`“·.¸.¤... ¤.¸.·“´»(¸.·` * (¸.·`»
(¸.·“´(¸.·“´ `“·.¸)`“ ·.¸)

Te olho nos olhos e você reclama...
Que te olho muito profundamente.
Desculpa,
Tudo que vivi foi muito
profundamente...
Eu te ensinei quem sou...
E você foi me tirando...
Os espaços entre os abraços,
Guarda-me apenas uma fresta.
Eu que sempre fui livre,
Não importava o que os outros dissessem.
Até onde posso ir para te resgatar?
Reclama de mim, como se houvesse possibilidade...
De me inventar de novo.

(`“·.¸(`“·.¸ ¸.·“´) ¸.·“´)¸.(·’´)
«`“·.¸.¤... ¤.¸.·“´»(¸.·` * (¸.·`»
(¸.·“´(¸.·“´ `“·.¸)`“ ·.¸)

¸.·´ SOU O QUE SOU...
(`·.¸ NÃO O QUE OS OUTROS PENSAM,
`·.¸) NÃO OS QUE OS OUTROS FALAM,
¸.·)´ NÃO O QUE OS OUTROS QUEREM QUE EU SEJA.
(.·´ SOU APENAS EU!


(`“·.¸(`“·.¸ ¸.·“´) ¸.·“´)¸.(·’´)
«`“·.¸.¤... ¤.¸.·“´»(¸.·` * (¸.·`»
(¸.·“´(¸.·“´ `“·.¸)`“ ·.¸)

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Dicas do Zodíaco

Este é um período propício para você organizar definitivamente com quem vai passar as festas de fim de ano e de que forma isso acontecerá. Esta será a melhor hora para congregar as pessoas que realmente sejam sintonizadas com sua alma, de modo que quando as festas acontecerem você não sobre pagando algum mico por aí.


Facil falar, indicar, aconselhar... difícil mesmo é organizar todas as dicas.
Como sempre digo, ultimamente nem tenho sonhado com as coisas mais simples do que o complexo.
Fica muito complicado administrar o pouco, que dirá o excesso!

Bom... feriadinho bom pra dar uma aquecida, agora vamos ver o que vem pela frente.

Ultima semana de novembro... e eis que Dezembro se aproxima, enfim fim do ano.

O que será que o Destino nos reserva ....


Beijos...

Juliana Persou

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

.::O Espinho::.

17 dias... esse foi o total de dias com um espinho de 3cm na mão.

Tirei até foto, posto depois! E fui eu quem tirou! Coragem... não... !!Eu já tinha arregado de ir ao médico...
Preferi a insanidade de eu mesma ser minha algoz e ir a fundo no que estava pulsando...
Espinho e farpa é uma coisa muito engraçada na mão dos outros né... vira questão pessoal, é frescura de quem tem o dito entalado na palma da mão.
Pra pilotar a moto, tinha que ser no melhor estilo fresca de viver... para dirigir... nossa..!Viva à direção hidráulica.
Tinha dado até nome para o dito cujo... Geraldo.. por que? Sei lá...

Mas enfim.. ele saiu... deixou um irmão ainda... não sei como expelirei esse outro... mas uma hora tem que sair...

Depois de mais de meio mês com dor mas fazendo tudo com 1 mão só... o resto tem que ser fichinha.

Até acampar eu fui!!!

Então não tenho motivos para deixar de ir para algum lugar da próxima vez!! Ah... dinheiro curto é um bom argumento.. então esse é o que está me segurando bastante.

Beijos e Adeus Geraldo..rs.rs.rs.

Juliana Persou

.:Lost:.

Certa de que as certezas só poderão ser encontradas nas dúvidas levantadas! Questionando o tempo todo... Estou em busca de mim.

Estou questionando se a vida é justa. Se estou no lugar certo, hora certa, fazendo a coisa certa.
Na realidade não estou muito afim de receber opiniões ou conselhos... isso só serviria para me deixar mais perdida ainda.
Acho que quando pedimos conselhos, devemos acatá-los, se vc não vai fazer nada do que te aconselharam, então não perca seu tempo ouvindo, nem faça a pessoa perder o tempo dando.
Nos preocupamos em fazer o certo, em agradar à gregos e troianos, quando deveríamos agradar aos Tiranos, pois estes são os que irão tornar nossa vida difícil de ser vivida, mas não impossível.
Mesmo que o fim seja eminente, não devemos adiantar o processo! Devemos ter força e fé... ou pelo menos tolerância. Essa última é exatamente o item que vai impedir vc de matar aquele inconveniente, que insiste em aproveitar o silêncio e fazer valer ouro.
Mas pior ainda são os que ao invés de aceitar os erros, justificam os mesmos... Você precisa entender que errou! E pensar nos seus atos, e torcer, torcer muito para não errar novamente. Mas justificar os erros, apenas enfatiza o motivo pelo qual você errou... Desta forma você nunca vai mudar.
Então... Mude... Faça algo para deixar todos à sua volta menos decepcionados.

No meu caso já basta as decepções comigo mesma! Devo matar essas frustrações ou elas me matarão.

Tenho a impressão que todas as Julianas estão falando ao mesmo tempo, estão discutindo, sem chegar a conclusão alguma... E estão discutindo porque todas estão certas à seu modo...e as demais Julianas não estão conseguindo abdicar das próprias razões para compreender a outra Juliana.
Mas se cada uma dessas Juliana der o braço a torcer... Cadê eu????

Se eu sou o misto de todas?

Pois é... matemáticamente falando...=> Não pertence aos números naturais....rs.rs

Beijos da Juli Persou

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Mais um pecado capital - Egoísmo

(Juliana Persou )


Bom hoje tem que ser diferente!!!
Traçar metas, ver o que acontece nessa corda bamba que é a vida!! Eu fiz minha escolha, escolhi ser feliz!
Feliz comigo!
Isso parece estar incomodando as pessoas, e tudo que eu queria era deixar todo mundo no seu devido lugar...
Não podemos agradar a todos, muito menos devemos nos violentar por ninguém.
Agora que estou firme no meu namoro comigo, não posso dar brecha.
Mesmo que seja difícil... vamos tentando...

Se as pessoas que amamos vão embora da vida da gente, é por que nunca estiveram ali, e se estiveram é porque tinha um interesse pessoal.
O egoísmo deveria ser um pecado capital, assim como a inveja dificilmente as pessoas assumem esse defeito.

É mais fácil amar uma tartaruga, que amar um Guepardo
A tartaruga está sempre perto, não vai a lugar algum, desde que esteja cercada.
Já o Guepardo, sente a necessidade de correr, pra longe, para algum lugar.

É como amar uma gaivota! Ela voa, mas sempre voltará a terra pra se fazer presente.

Beijos da Juliana Persou

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Qual seu lugar no mundo

Quantas vezes nos perguntamos qual o nosso verdadeiro lugar no mundo, e muitas vezes não obtemos respostas por pura ignorância de não ouvir o que nos é soprado no ouvido.
Bem muitas vezes até sabemos, só temos medo de ocuparmos esse lugar.
Seja numa cadeira de um escritório, na carteira de uma sala de aula, ou até mesmo no coração de alguém que muito queremos e que muito nos quer.
Mas o que mais importa em tudo isso, é saber onde se quer chegar. Não é preciso dizer em voz alta, nem dizer para ninguém, afinal ninguém precisa saber dos seus planos para o futuro. São planos seus e de mais ninguém, dividir é uma coisa, compartilhar é outra.
Outra coisa importante é traçar o tempo que se quer ou se tem para chegar nesse lugar. Todo tempo é relativo. O que é importante para uns, é extritamente obsoleto para outros, o que é tolice para outros é de suma importância para você. Quem define isso é você. Suas prioridades, suas metas e objetivos, seus lugares para se chegar e as pessoas que quer atingir afetuosamente.
As sementes já foram jogadas, e não foram aleatóriamente, todos os dias foi um pouquinho.
Primeiro vc arou a terra, adubou, semeou, regou, conversou com aquela sementinha que ainda estava tão pequena, mas que tinha grandes aspirações. Àquela sementinha ouvia tudo que você falava, foi removendo aquela película que lhe servia de envólucro e expôs sua essência para desabrochar. E você, sempre ali, regando, cuidando do que era uma sementinha e que agora já se tornara uma plantinha, que já interagia com sua presença, mesmo que imperceptivelmente.
Sem você perceber, essa plantinha foi se fortalecendo nas raízes do otimismos e da segurança que você fixou, sem você perceber, essa plantinha transformou seu cenário. Sem falar nada, sem agir ativamente, essa plantinha, mostrou que seu lugar sempre será ao lado dela.
Mesmo que suas raízes estejam fortes, que no lugar de caule, hoje haja um tronco sólido e maciço, mesmo que no lugar de poucas folhas, haja uma copa robusta... E mesmo que ao invés de ser uma plantinha...agora ela já seja uma imponente árvore, ela ainda precisa de você.
Ela pode não expressar a falta que você causa.
Pode não chorar a ausência que vc causa.
Pode ainda não demonstrar o sofrimento da saudade.
Mas ela sente tudo ...

Não é porque ela deixou de ser sementinha, de ser plantinha... que ela não precise tanto de você quanto antes.
A única diferença é que hoje uma cobre a outra. Uma protege a outra.
Hoje você sabe seu lugar no mundo, sabe que mesmo que estiver em qualquer parte, terá um porto seguro para onde deverá voltar, seja em vida ou em alma!
Terá um lugar que você mesma construiu, que você mesma regou e que te espera não importa quanto tempo passar.

Como foi dito, o tempo é relativo... as pessoas são relativas... são distintas sob a mesma aparência...são enigmas que jamais serão decifrados.

Amar é isso... é regar uma sementinha independente do que ela vá virar... é dar tempo ao tempo... é não cobrar, apenas esperar... essas expectativas são naturais... e se for amor... serão atendidas, tudo ao seu tempo.

Umas pessoas tem sucesso no trabalho, outras nos estudos, umas na vida financeira, ou tem uma saude de ferro, tem aqueles que tem o amor perfeito mas está em falta nas outras etapas da vida.
De uma coisa eu tenho certeza... não devemos substimar o sofrimento dos outros ou achar que a vida do outro é mais afortunada que a nossa...
Hoje o meu perfil está traçado de uma forma, mas nada significa que eu não possa usufruir do que o mundo tem pra mim.

O meu jardim está florido, entre uma ou outra flor tem sempre aquela que tem espinhos e que sempre nos machuca ao tentarmos cuidar... É só olhar melhor e veremos que é exatamente esta flor, que está nos chamando para a vida, e nos dizendo: Ei... Eu estive aqui o tempo todo... Agora basta usufruir do meu perfume... pois o jardim é todo seu... e o perfume é só seu.



Em qualquer jardim existe ervas daninhas... devemos removê-las com respeito... E continuar a cuidar do nosso jardim para que as borboletas possam nos visitar.

Beijos.

Juli Persou

Make your choice


Isso me faz feliz!!!!






bjsssssssssssssssssssssssss

Pode não parecer nada... .mas da dificuldade que veio... e depois de tantas agrúras....
Meu presente de aniver é isso... e ponto....

Não importa o que aconteça.... meu coração não esquece!


então...

bjsssssssssssssssssssssssss também!!! Obrigada Kaka

A Cegonha

Mais um aninho... tudo passo básicamente, como eu queria... minha vida já estava um furdúncio só para conciliar pessoas, amizades... precisava de paz!
A pior pessoa que pode aparecer na nossa vida é aquela que tem certeza que nos conhece, e que conhece nossos passos!!! Só posso rir desses seres que mesmo que mostremos os erros, continuam errando e errando... é como eu sempre digo... Não satisfeito em ter dado uma cagada, ainda senta em cima, não satisfeito em ter sentado em cima, ainda passa a merda nas paredes!! Ah.. assim não dá né...

E pior é quando tiram conclusões... ah.. aí é que eu me divirto acidamente! Que Poxa... !!humpf!!


Bom ...nada que um bom Kenzo não melhore...afinal estár perfumada sempre eleva meu humor, estar maquiada me deixa um tanto maligna.... Poderes... para conhecer alguém, dê poder a este alguém e então terás uma grande surpresa.

Passei por um fim de semana do cão... emocionalmente falando! Achei que iria me desintegrar de fato... depois de muitas conversar... chegamos a um ponto comum... vamos ver como tudo vai rolar...

Ainda estou me refugiando na dança, na malhação e agora na natação!! Sempre que posso estou escrevendo... tem um conto que preciso terminar... está ficando muito bom.. mas terá um blog só pra isso...
Mas é segredinho.

Tive muitas surpresas no meu aniversário. Muitas surpresas boas, pessoas que não imaginava que iriam me dar um alô, um oi, um FELIZ ANIVERSÁRIO JUJU, apareceram e não me desapontaram...
Outras sei que se lembraram... a ligação é muito forte e mesmo com dias passado... só de me olhar, olha lá aquele abraço no olhar, um puxão de orelha para brincar...

Estou treinando em casa as coreografias de Dança do ventre, ainda bem que só tem 13 musicas... quero deixar a teacher bem orgulhosa!!

Já no sapateado, enquanto meu tablado não ficar pronto fico restrita nas aulas da escola, estamos negocianddo, acho que meu poder de perssuasão vai resultar em algo bom... vamos ver!!!
Pegamos uma coreografia nova, aliás, sequencia de passos novos... para virar coreografia ainda falta o improviso.... é igual na vida.

Com tantas atividades faz tempo que não ouço os pássaros cantando as duas da manhã...

Entre outras coisas, ainda existe coisas que estão me prendendo àquela trilha maravilhosa....
ainda tem 2 espinhos na minha mão... acho que vou dar nome à eles... estão me fazendo sofrer, estão doendo horrores, inchando minha mão...
Estou pilotando igual uma fresca! Considerando que sou canhota e que para mexer na embreagem da moto dói até na alma... não tem mesmo como manter a Guerreira dentro de mim... Estou mais para Julie Newmar do que qualquer coisa....

O processo de reciclagem tem mexido muito comigo... agora falta eu parar de acabar com as minhas unhas.. o temporal já passou....
Agora preciso voltar com as garrar de fora... é assim que bons tigres se defendem...
Com a pata machucada e sem garras vai ficar complicado....


Tirei a sorte hoje e veio:

A Cegonha
Nova criança chegando
para o seio da família.
Criança, ou notícia boa,
muita sorte e maravilha


Sobre o que eu perguntei... é segredo, mas se assim for... será maravilhoso...
É incrível como sentimos os olhos das pessoas nos nossos atos!
Essa é a diferença... tem pessoas que nos admiram tanto, que nos mostram tanta qualidade que de fato acreditamos que somos bem poderosas mesmo!
Outras até acham... mas desdenham... e isso quase nos deixa por baixo... é como se fosse culpa nossa ter carisma...

Decidi não questionar coisas simplórias... Elas não mudarão mesmo... Esforço desmedido em vão.. então vamos valorizar quem nos valoriza de fato.


Estou aprendendo muita coisa. Fiquei cabisbaixa por um tempo, por muito tempo, como sempre falo, tenho altos e baixos como todos... e detesto positivismo barato... Acho que minha inteligencia não me deixa acreditar em tolices....

Agora é aproveitar o tempo, pois este está se esvaindo... em breve estarei trabalhando e não poderei aproveitar o tempo com meus amigos, comigo mesma... é hora de aproveitar para me conhecer....

Beijos sempre da
Juli Persou

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

..Dia de Cachoeira

Nossa que domingão bom da conta!!

Destino: Paranapiacaba – De novo!!!!? Sim.. entretanto a intenção era procurar algumas cachoeiras.
Transporte: Motoca!!! Óbvio!!!!
Integrantes: 5 loucos!!! Cada um com uma mania, um jeito diferente!!!

Chegando em Paranapiacaba, tudo básico, famílias conhecendo os museus, lendo as plaquetas, até tentamos fazer algo mais light.. mas não teve jeito.. depois de andar pela cidade inteira (A Cidade não é tão grande..rs.rs)... resolvemos fazer o caminho de volta e procurar uma galera na beira da estrada que também estavam rumo às cachoeiras de Campo Grande.
No trajeto de volta, no botequinho já conhecido pelos trilheiros, tentamos deixar as motos amarradas lá, mas o dono do boteco disse que não aconselhava.
Tentamos estreitar laços, fazer aquela amizade ... mas o cara foi taxativo..
- Quanto tempo vcs demoraram para comprar a moto? Pois é.. prepara mais um tempo para comprar outra!!!!
Outra coisa cômica se não fosse trágica... O cara pra piorar solta a pérola: “Num faz muito tempo, encontrarão um cara todo “cortado”, cabeça para um lado, perna para outro, braço para outro!!
Meu depois que o cara falou isso, metade já queria ir embora! Mas beleza, seguimos em frente entramos na primeira estradinha de terra que saia da pista e seguimos até encontrarmos uma casa na qual pudéssemos amarrar as motos e seguir trilha a dentro.
Nem bem passamos 2km e já vimos um homens que estava de saída e perguntamos se dava para ir de moto até a cachoeira, ele disse que não dava e deixou que deixássemos as motos lá, e ele mesmo se ofereceu para nos levar até alguma queda d’agua.
Entramos mata a dentro daí pra frente foi só diversão, tiveram sim alguns percalços, afinal não estávamos preparados, não tínhamos lanches ou sanduíches para matar uma fominha, não tinha água suficiente para todos, não estávamos com roupa para nadar, nossos tênis estavam totalmente fora dos padrões trilheiros, mas enfim... estávamos lá e estávamos contentes.
A vista era perfeita, o silêncio também, foi tudo que eu precisava para dar uma renovada no ânimo que anda meio em baixa nesses últimos dias, mas estar em contato com tantos riachos, pedras, areias e árvores, sempre nos deixa mais calmos.
Na primeira cachoeirinha que encontramos, não nos fizemos de rogados, caímos de roupa e tudo, depois até a calça eu tirei, afinal, o que é uma calcinha perto de um calor insuportável e considerando que estava entre amigos... Nada né.!!
Nos vestimos com dificuldade obviamente, pois colocar roupa molhada é uó!!! E seguimos mata a dentro.
E quando eu digo mata a dentro é realmente mata a dentro. Nada de trilha feitinha com marcações e guia, era tudo na raça, andamos por quase 7 horas! Subindo e descendo morro, barranco, cachoeira, pedras imensas, virava e mexia aparecia outra cachoeira e o cara que se ofereceu para nos acompanhar sempre dizia pra mim:
- Morena olha lá, ta fundinho, pode nadar lá.., olha lá.. tem outra poça, pode nadar lá Tb...
Acho que se ele encontrasse um copo d’água ele logo falaria ... - Ah lá morena, se joga lá..rs.rs.rs.
Carregamos uns aos outros de cavalinho pois tinha gente que não podia se molhar completamente.
Uma se machucou no joelho, foi chato porque deixou a caminhada um pouco mais morosa, mas mesmo assim estávamos todos lá.
No meio do caminho, ficamos sabendo que um cara tinha caído da cachoeira e que havia quebrado a perna, tendo que ter o corpo de bombeiros acionado para tirá-lo de lá, de padiola e tudo.
Continuamos a caminhada e logo depois encontramos os bombeiros e o digo cujo que tinha quebrado a perna. Ficamos imaginando o trabalho que os bombeiros teriam para levar o gordinho de volta ao carro de bombeiros. A mata era fechada demais, e não dava pra carregar ninguém morro acima, então provavelmente tiveram que ir pelo rio, que também tinha muitas pedras encorregadias e contando que logo iria anoitecer, só uma palavra pra classificá-los: Estavam ferrados!!!
Continuamos nossa cominhada, tiramos muitas fotos, vimos coisas lindas!! Simplesmente não tenho palavras para descrever como coisas tão simples podem nos fazer tão contentes!!
Estavam todos carentes de aventuras, embora um ou outro estivesse cansado, com fome, cansado, machucado, ainda assim estava muito legal.
Condicionamento físico faz muita diferença nessas horas... entretanto do que adiantaria... entre uma curva no rio ou outra sempre abríamos uma cerveja, acendíamos um cigarro, ah.. não jogamos lixo algum na mata... Para os que fumavam a ordem era jogar na latinha da breja e já era...
Depois de muito andar, chegamos na cachoeira Véu da Noiva, linda demias, pena que já era 18hs, isso em mata fechada já é quase noite!! Pra voltar tentamos um caminho diferente, na água algumas pessoas perdem a resistencia, já pelos barrancos o suor é maior mas rendíamos bastante.
O prêmio que trouxe para casa antes de sair do rio, foi entre os 457 tombos que tomei no percurso, neste ultimo me apoiei num galho cheio de espinhos longos e pontiagudos, com as duas mãos!!!
Só ouviram um grito de dor descomunal, e enquanto estavam pensando que eu havia torcido o tornozelo, o Fabiano viu que minha mão estava repleta de espinhos cravados nas palmas das mãos. Alguns ele conseguiu tirar perfeitamente, entretanto restaram 17 subcutâneos, que tiveram que me acompanhar até São Paulo, pois tentamos voltar para Paranapiacaba em busca de um posto 24h para atendimento, entretanto, não havia médico disponível, estava de férias... já pensou se uma mulher resolver parir.. ai lascou-se tuuudo!!!
Bom voltamos pela estrada super escura, com espinhos na mão, dor horrorosa... cansados.. mas felizes..
Pra mim foi um domingo perfeito.
Terminamos o Domingão no hospital de Santo André, sentindo os 17 cortes de bisturi a seco nas duas mãos, para a extração dos espinhos.
Tomei uma vacina anti-tetânica e chegando em casa, tomei um café para dar uma abaixada na adrenalina que passamos.

A parte de como foi para tirar os espinhos essa eu prefiro deixar pra outra hora!!!

Beijos

Juli Persou

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Descobrindo Meu Talento.

ao procurar trabalho pela web, apareceu um teste para ver qual a personalidade que eu apresento, nunca acreditei muito nisso, sempre acho que é alguma conspiração virtual, mas acho irresistível não responder a uma única questãozinha que seja... Principalmente quando sabemos que alguma revelação poderia ser feita nesses testes.
É igual quando eu era adolescente, e tinha as benditas revistinhas, capricho, atrevida, etc.. tudo era teste, pra saber se vc é assim ou assada, se vc deve usar cabelo curto ou comprido, se vc deve mascar chiclete do lado direito ou do lado esquerdo, e se vc escolhesse um lado ....ai ai ai.. aí vc teria outra árdua missão de descobrir o que significaria cada um dos lados.
Como já era tarde e ainda terminando de ler alguns e-mails pendentes, então fiz o teste.
Muita coisa tem a ver, mas só foi falado coisas positivas... como estou na véspera de fazer aniver... preferi aceitar de bom grado tudo que for escrito e dito de positivo pra mim.

Olha que barato...


Você identifica os Talentos dos outros.
Você os coloca em contato uns com os outros.

Seu Maior Talento: Articulador

Este Talento tem a capacidade de encorajar relacionamentos. Ele se sente inteiramente à vontade para estabelecer conexões entre as pessoas. Ao saber que alguém sabe fazer alguma coisa e que uma outra pessoa pode ajudá-lo ou precisa daquele tipo de serviço, imediatamente estabelece o contato com a maior facilidade, sem buscar o menor ganho com isso. Na verdade ele já está profundamente satisfeito com o que realizou. Ajudou duas pessoas ao mesmo tempo.
Apesar de confiar nas pessoas, ele entende que tudo precisa estar dentro dos conformes. Para ele é fácil fazer amizades, mas dará preferência para pessoas calmas que atendam a um bom padrão técnico. Ele não teme a aproximação, a intimidade depois de fazer alguns contatos.
É confiante e entusiasmado e passa isto para as pessoas. É obsequioso e despretensioso.
Este Talento gosta de ajudar e é capaz de ir até o fim naquilo a que se propôs.

Como se comunica

Pode-se dizer que sociabilidade é a marca mais forte do perfil de Juliana Persou. Sua habilidade para se comunicar com todos os tipos de pessoas é plenamente reconhecida em qualquer ambiente em que esteja. Juliana Persou consegue criar uma atmosfera tão agradável a seu redor, que as pessoas têm prazer em se aproximar dela.
Entusiasmo não lhe falta para realçar seu poder de persuasão e transmite confiança quando declara alguma coisa.
Como Juliana Persou não gosta de criar conflito ou assumir uma atitude de confrontação em situações mais tensas, é possível que exagere um pouco na sua extroversão, enfatizando os aspectos de interação pessoal e deixando de lado considerações mais objetivas.
Com tantas qualidades, só me falta conquistar o restante dos meus objetivos. Afinal pelo visto não me falta nada, ou aparentemente não me falta nada.
Vou continuar no foco, tem sido bem difícil mas entre dias e outras algumas coisas novas acontecem para nos mostrar que nem tudo está perdido. E que uma hora ... as coisas vão melhorar.
beijos, Juli Persou

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Vinte e Poucos Anos....

Mais um ano meu se passou, se fosse para colocar os contras e prós, acho que estaria muito mais para as coisas positivas do que qualquer outra coisa. Pelo menos é assim que eu sou orientada a pensar. Não adianta as dificuldades que se aproximem, tudo é apenas uma ferramenta para testar nossas forças e comprovar o quão fortes somos.
Obviamente ser guerreiros da vida, é uma tarefa um tanto desgastante, lutar pelos objetivos, almejar realizações, obtê-las então nem se fala! Tudo isso ao longo da nossa vida.
Meu niver se aproxima, dessa vez não fiz alarde algum, acho que foi o fato de não estar em atividade profissional.
Do resto não tenho do que me queixar. Estou estudando sapateado, e amando muito isso! Isso foi uma meta que tracei, procurei, garimpei e me matriculei! Não importando minha condição de desempregada!
Outra meta que tinha proposto pra mim foi fazer Dança do Ventre, queria algo que pudesse dar mais movimento. Aliás, dança sempre foi algo que me apaixona o tempo todo. Música faz bem para o espírito e dançar faz bem para o envólucro da alma.
Estar em contato com duas formas tão distintas de dança, faz com que eu pense que embora os estilos sejam diferente, todos levam ao bem comum, à perfeição e devem ser respeitados.
Outro benefício que a dança trouxe de volta pra mim, foi a socialização. Se é que isso é possível. Pois no começo eu sempre sou adorável..rs.rs.rs.... o díficil é depois né... Tem dias que não estamos muito bem, não estamos muito a fim de falar ou de fazer a galera rir, e isso meio que se torna uma obrigação! É estranho como as pessoas sentem falta de um palhaço na vida, mas o mais estranho de tudo isso é quando a palhaça da história, sempre tem que ser vc. Puxa vida... tem horas que vc não está na vibe de fazer ninuguém rir! E o pior é quando os inconvenientes passam a rir do seu mau humor, que particularmente é cômico por pura educação, pois se fosse fazer a vontade, vc mandaria todos à PQP e saía como quem não quisesse nada com nada.
Então se socializar e manter o controle da paciência é algo que estou muito contente por ter desenvolvido.
Estar na academia é algo que tem me revigorado. São 3 hora e meia de malhação pesada.
  • 1 hora de Jump
  • 1 hora de Step
  • 1 hora de Localizada
  • 30 min de GAP
Logo depois tempos
  • 1 ¹/² hora de Dança do Ventre
  • 1 hora de Sapateado
  • 1 hora de Samba-Rock
Isso quando não dá aquela vontade de fazer uma dobradinha... Depois da academia é a hora que vou para as aulas de dança, então estou bem motivada.
Isso tem me dado impressão de atividade intensa. Chego em casa tarde, mas com a adrenalina a mil, converso muito com a minha mãe sobre os fatos corriqueiros do dia, e ponho-me a fazer uma meia horinha de tricô... sim, me apeguei nesse atividade artesanal pois acredito que fará bem para minha mente também. O grande problema é que tricô me dá um soninho bom... estou usando de terapia para engrenar num sono tranquilo.
Logo depois entro na net, vejo alguns e-mails, continuo mandando currículo, pq pelo jeito essa atividade não cessa!!! Não vejo a hora de entrar numa empresa que de fato proporcione condiçoes e qualidade de vida pra mim... Afinal eu mereço.
Quando dou conta, já são 3 horas da manhã, dou uma lida em umas 3 ou 4 páginas de um livro que voltei a ler e desligo o abajur.
Ainda no escuro continuo a pensar na minha vida, penso no que mais eu queria na vida, e logo acho a resposta...
O que quero da vida é a continuidade dessa intensidade...
Mesmo não tendo feito nenhum alarde para meu proximo aniversário agora, vejo que foi um ano com muitas realizações, muitos acontecimentos, uns não tão bons, outros perfeitos! Mas foram acontecimentos que não se pode apagar.
Sei que esse ano, pouquissimas pessoas irão se lembrar de mim, mas o importante é que as pessoas importantes estarão comigo.
Decidi aproveitar mesmo que seja singelo. E prometi que no ano que vem, teremos muita adrenalina. Afinal de contas estarei na reta final dos 20 e alguns ....
Quero muito transformar meu corpo, aliás, quero retornar ao meu corpo!!! Mas quero muito também... manter minha cabeça sã.
E deixar que as pessoas pensem que me compreendem ou sacam meu estado de espírito... Sinceramente, acho que podemos enganar qualquer um nessa vida, basta querer... e basta ter coração suficiente para aguentar tanta auto-flagelação.
No Ano que vem... temos mais planejamento... vamos ver como será né...

Beijos da Juju

.:Guarapiranga:.


(`“•.¸(`“•.¸ ¸.•“´) ¸.•“´)¸.(•’´)
«`“•.¸.¤... ¤.¸.•“´»(¸.•` * (¸.•` *
(¸.•“´(¸.•“´ `“•.¸)`“ •.¸)

Guarapiranga... nunca nem tinha ouvido falar... Represa de Guarapiranga, opa, aí já é meio caminho andado...

E foi assim que de repente fomos para um lugar muito show!!

Acordei no sábado, um pouco tarde pra variar, fiquei deitada pensando nos sonhos que tivera na noite passada, nas coisas que queria fazer durante o dia, nas programações que não estavam na lista. Pensei na minha atual situação profissional, sentimental, financeira, corporal....afe... Nem estava muito afim de levantar. Estava mesmo é com votade de ficar em casa, na cama, sem fazer nada... mas como não podemos nos deixar abater por algumas coisas, aceitei o convite de ir até um parque para dar uma respirada, dar uma volta e conversar.

No caminho, demos uma paradinha no Mac Fat's...ah.. tentação viu, justo agora que estou firme em todas as minhas atividades!!! Mas enfim... sucumbi à tentação e comemos, rimos, nos divertimos e de repente já era quase 14hs.

Fomos para um parque há uns 30km da minha casa, andamos muito, ouvimos barulho de pássaros, das crianças brincando no parquinho que estava novinho e à disposição de todos.

Deitei num banco e fiquei olhando o céu, que estava cheio de nuvens, curti uma preguicinha, ficamos lá conversando sobre a vida, sobre os projetos futuros, o que será da vida daqui pra frente, tantas coisas... Geralmente falo muito o que penso, e penso muito em tudo, na razão de ser das coisas, da vida, do universo, sei lá... Tenho muitas dúvidas e lamento sempre não ter alguém para questionar.

Depois de um tempo, minha amiga falou que tinha um lugar para me levar para me deixar mais alto astral, nem perguntei, só subi na garupa da moto e lá fomos nós...

Uma hora depois estávamos na av. Guarapiranga, que particularmente é enorme, subíamos e desciamos, e nada de achar a tal da represa. Mas o melhor de tudo foi o caminho, estradas de cascalhos sinuosas, outras vezes de terra batida, até um lamaçal enfrentamos!

Mata cada vez mais fechada, um cheiro maravilhoso de verde, de vez em quando dávamos uma paradinha para tirar umas fotos, afinal de contas tínhamos de registrar esses momentos, éramos apenas nós, numa estrada longa, sinuosa, solitária, mas havia muita paz!!

A represa que margeava a estrava, dava um toque todo especial, víamos lanchas paradas, e as placas convidando um possível aluguel para passeio.

Mas não era hora, nem tinhamos grana para tal... acho que o mais bacana de tudo isso, foi sair sem destino, sem grana, sem hora pra voltar, sem medo de ser feliz e saber onde daria as estradas.

Prometi pra mim que daqui pra frente será assim, mesmo sem grana, aprender a usar a imaginação para usufruir das belezas que não são cobradas para serem apreciadas.

Sem contar que é sempre muito proveitoso estar com pessoas que amamos e nos amam do jeito que somos, que se preocupam conosco, com o nosso bem estar.

Voltamos super rápido da represa, mas nos prometemos que iríamos voltar para alugar uma lancha, pagar de bacana, e se possivel dar boas braçadas no lago.

Foi assim, repentino, mas muito significativo.

Beijos da Juju Persou


(`“•.¸(`“•.¸ ¸.•“´) ¸.•“´)¸.(•’´)«`“•.¸.¤... ¤.¸.•“´»(¸.•` * (¸.•` *(¸.•“´(¸.•“´ `“•.¸)`“ •.¸)(`“•.¸(`“•.¸ ¸.•“´) ¸.•“´)¸.(•’´)«`“•.¸.¤... ¤.¸.•“´»(¸.•` * (¸.•` *(¸.•“´(¸.•“´ `“•.¸)`“ •.¸)















quinta-feira, 29 de outubro de 2009

"A maior distância que eu percorri foi entre minha cabeça e meu coração"

Simplesmente Lindo...
"Com o tempo você vai percebendo que para ser feliz com outra pessoa, você precisa em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquela pessoa que você ama ou acha que ama, e que não quer nada com você, definitivamente, não é a pessoa da sua vida. Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você. O segredo é não correr atrás das borboletas... é cuidar do jardim para que elas venham até você. No final das contas, você vai achar, não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você..!"

Os ventos que às vezes tiram algo que amamos, são os mesmos que trazem algo que aprendemos a amar... Por isso não devemos chorar pelo que nos foi tirado e sim, aprender a amar o que nos foi dado, pois tudo aquilo que é realmente nosso, nunca se vai para sempre...
(Bob Marley)

O amor é o sentimento dos seres imperfeitos, posto que a função do amor é levar o ser humano à perfeição.

  • - ME ENTENDER???... IMPOSSÍVEL!!!
  • - ME AMAR???... INEVITÁVEL!!!
  • - ME TER???... QUEM SABE UM DIA!!!
  • - ME ESQUECER???... TENTE!!!

Receita de Como me amar!!! Não tem ERRO!!

Você pode invadir ou chegar com delicadeza, mas não tão devagar que me faça dormir...

Não grite comigo que eu tenho o péssimo hábito de revidar...

Toque muito em mim, principalmente nos cabelos e minta sobre minha nocauteante beleza...

Tenha vida própria, me faça sentir saudades...

Conte umas coisas que me façam rir...

Eu saio em conta, você não gastará muito comigo...

Acredite nas verdades que digo e nas mentiras elas serão raras, mas sempre por uma boa causa...

Respeite meu choro...

Me deixe sozinha, só volte quando eu chamar, e não me obedeça sempre.

Que eu também gosto de ser contrariada...

Invente um papel pra você que ainda não tenha sido preenchido e o inverta às vezes...

Me enlouqueça uma vez por mês...

Goste de música...

Goste de um esporte não muito banal...

Quero ver você nervoso, inquieto...

Olhe para outras mulheres...

Tenha amigos e digam muitas bobagens juntos...

Não me conte todos os seus segredos...

Me faça massagem nas costas...

Chore...

Eleja algumas contravenções...

Me rapte, e se nada disso funcionar...

Experimente me amar...

Beijos da Juli Persou

"O valor das coisas não está no tempo que duram, e sim na intensidade com que sucedem... por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis”

Juli Persou